VASCO 0 X 1 SANTOS: CBF DIVULGA ÁUDIOS DO VAR E REVELA 'SEGREDO' SOBRE LANCES DE PÊNALTI

maio 17, 2023 Off Por

Após a vitória do Santos sobre o Vasco por 1 a 0 no último domingo (14), pelo Campeonato Brasileiro, a arbitragem se tornou o tema central do jogo. Os cariocas ficaram indignados com o árbitro Rodrigo Jose Pereira de Lima (PE) devido à não marcação de três possíveis pênaltis a favor da equipe da casa.

No entanto, o chefe da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Luiz Seneme, defendeu que o árbitro acertou nas duas primeiras jogadas e considerou o terceiro lance, um possível pênalti de Rodrigo Fernández em Pedro Raul, como “interpretativo”.

Em um vídeo gravado pela CBF para esclarecer as polêmicas da rodada, Seneme explicou minuciosamente por que considerou as decisões corretas. Vejamos abaixo.

No primeiro lance, houve um possível pênalti devido a um toque de braço após o cabeceio de Messias. Seneme citou uma instrução clara da Fifa que estabelece que quando um jogador joga a bola e ela bate no braço de um companheiro, essa ação não deve ser considerada infração. Segundo ele, não houve intenção e o zagueiro tinha o direito de usar os braços ao saltar, não caracterizando uma falta.

No segundo lance, houve um possível pênalti cometido por Joaquim após um toque de mão. Seneme explicou que os jogadores estavam disputando a bola, e não havia indícios de intenção de bloqueio ou controle da mesma. Ele ressaltou que o movimento natural do braço para equilíbrio e movimento não configurava uma infração, e o árbitro e o VAR acertaram ao não marcar a penalidade.

No terceiro lance, ocorreu um possível pênalti de Rodrigo Fernández em Pedro Raul. Seneme mencionou que é necessário partir da interpretação do árbitro em campo. Ele enfatizou que a comunicação do árbitro indicou que não havia potencial de infração devido à força e ao movimento do braço. Embora haja diferentes opiniões sobre o lance, Seneme destacou a boa posição do árbitro e o respeito às regras do jogo.

Dessa forma, mesmo diante da polêmica, a Comissão de Arbitragem da CBF respaldou as decisões do árbitro Rodrigo Jose Pereira de Lima (PE) e defendeu sua atuação no jogo entre Santos e Vasco.

Compartilhe isso: