Agência Minas Gerais | Governo de Minas envia uma tonelada de materiais produzidos por presos para o Rio Grande do Sul

maio 29, 2024 0 Por Editor

Trinta e dois mil absorventes e 266 pacotes de fraldas infantis, totalmente fabricados dentro do sistema prisional de Minas Gerais, fazem parte de um carregamento com uma tonelada de itens produzidos por custodiados que serão destinados ao Rio Grande do Sul.

Produtos de higiene, como absorventes íntimos e fraldas, são muito requisitados em situações de catástrofes, mas pouco doados. Pensando nisso, o Governo de Minas, por meio do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) fez uma força-tarefa na produção da linha “Liberdade em Ciclos” para encher uma carreta nesta quarta-feira (29/5) com esses e outros produtos.

O Projeto Liberdade em Ciclos é referência no país na produção de absorventes íntimos e fraldas. Os itens produzidos com total certificação de qualidade são para consumo das próprias custodiadas de Minas e o excedente é doado para instituições que atendem mulheres e meninas em situação de vulnerabilidade social e escolas públicas.

Lorenna Alves está no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte, e trabalha diariamente na fábrica produzindo os absorventes que serão doados. “Para mim, é uma satisfação saber que o que estamos produzindo aqui dentro irá ajudar tantas mulheres lá fora. É bom saber que vamos ajudar pessoas que estão em uma situação tão difícil no Rio Grande do Sul”, comenta.

Mais doações

Além das fraldas e absorventes, estão entre as doações 2.680 brinquedos educativos produzidos no Projeto Fábrica da Alegria, com foco na ressocialização e profissionalização de custodiados. Em 2023, 15 mil brinquedos foram fabricados por presos e distribuídos para milhares de crianças carentes de Minas.

Duzentas vassouras vindas do Presídio de Itajubá, feitas com garrafas PET, altamente resistentes e próprias para limpezas mais pesadas – como ruas e calçadas – também estão  entre os itens que foram enviados nesta manhã ao Serviço Social Autônomo (Servas). A equipe da unidade se esforçou para conseguir doações de cabos de madeira e garrafas PET e os presos produziram em tempo recorde as 200 vassouras.

Ainda, 111 caminhas para cães e 200 colchas, todas produzidas por custodiados, estão entre as doações. Cem mil máscaras hospitalares e 1.365 aventais reforçarão as doações para as unidades de saúde daquele estado. Tudo 100% produzido em presídios e penitenciárias do Estado.

Atuação policial

Trinta policiais penais do Comando de Operações Especiais (Cope) estão há quase 20 dias no Rio Grande do Sul. Eles saíram de Belo Horizonte para reforçar a segurança nas unidades prisionais gaúchas e minimizar qualquer vulnerabilidade. Lá eles realizam transferência de detentos, escoltas hospitalares e atuam nas muralhas e portaria da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas.

“Fica o agradecimento aos colegas do Cope de Minas Gerais de aqui estão nos apoiando e auxiliando neste momento tão crítico desta crise climática que assolou o estado inteiro. Excelente trabalho realizado em nosso sistema prisional”, destaca o diretor da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (RS), Roque Alexandre.