Ação ‘Saúde + Perto’ realiza mais de 70 atendimentos no Varadouro

junho 15, 2024 0 Por

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou neste sábado (15), mais uma edição do programa ‘Saúde + Perto’, desta vez em alusão ao Mês da Visibilidade LGBTQIAP+, na Escola Municipal Frei Afonso, no Varadouro. Foram 77 atendimentos.

Quem foi ao local teve acesso a serviços de atendimento médico especializado, acolhimento e atendimento psicológico, marcação de exames, encaminhamento para cirurgias, coleta de citológico para mulheres cisgênero e homens transgênero, Práticas Integrativas e Complementares à Saúde, vacinação, distribuição de preservativos e testes rápidos para detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

A diretora de Atenção à Saúde de João Pessoa, Alline Grisi, destacou o trabalho da gestão municipal, levando atendimento de saúde a toda população da Capital. “O ‘Saúde + Perto’ vem fazendo alusões sempre àquilo que é oferecido ao mês. Em junho temos alusão ao Mês da Visibilidade LGBTQIA+ e a Secretaria com a gestão municipal se preocupam muito com a saúde deste público. Recebemos inclusive os parabéns de vários órgãos, pois é a primeira vez que o município de João Pessoa oferece esse tipo de ação especial voltada para este público”, ressaltou.

A ação também esteve aberta a toda população e uma das atendidas foi Maria Concebida do Nascimento, moradora do Roger e que aproveitou o momento para realizar diversos atendimentos, incluindo auriculoterapia, encaminhamento para especialista e atualização da carteira de vacinação. “Soube da ação pela esposa do meu enteado e eu vim para um encaminhamento para ortopedista, mas estou vendo o que mais posso aproveitar. Estou sendo muito bem atendida e perto da minha casa”, comemorou.

Quem também comemorou a ação foi Ícaro Matteo, primeiro médico trans da Paraíba, atua na Saúde Básica da Capital e realizou atendimento durante a ação. “João Pessoa já está a frente de muitos municípios aqui no Nordeste por ter esse cuidado centrado na pessoa e especialmente na população LGBT, através de políticas que acontecem de forma continuada. Sobre hoje, não é só uma ação, é um ato de resistência e como membro da comunidade acho de extrema importância porque boa parte da população é vulnerável socialmente, economicamente e como minoria social nós temos não só a dificuldade de acesso ao serviço como de acolhimento, então, por si só, a população LGBTQIAP+ tem uma resistência de participar dos processos de cuidado por temer a discriminação e hoje é um marco histórico no acolhimento dessa população e só tenho a parabenizar a gestão por esta iniciativa”, finalizou.

Ação LGBTQI+

56 testes: 2 casos reagentes para Sífilis
Auriculoterapia: 13
Massagem : 07
Ventosa : 09
Aromaterapia: 03
Dançaterapia 10
Acolhimento: 35
Total de procedimentos:77