Agência Minas Gerais | Biblioteca Pública Estadual celebra seus 70 anos com novas exposições, projeto de documentário e livro 

junho 7, 2024 0 Por Editor

Para comemorar os 70 anos da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, completados no dia 2/6, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, prepara uma série de ações que serão desenvolvidas ao longo de 2024. Insere-se nesse contexto a homenagem à escritora Carolina Maria de Jesus, cuja mostra “Aragem em mãos que ardem: Carolina”, segue com visitação até 20/6.

A exposição reúne obras das artistas visuais Ana Pá e Flavia Carla dos Reis, e apresenta poemas da escritora, compositora, cantora e poetisa brasileira Carolina Maria de Jesus (1914-1977). No segundo andar do prédio sede, o público também poderá conferir até o fim deste mês a exposição “Com carinho, à Biblioteca Pública Estadual”, montada pelo setor de Coleções Especiais, com dedicatórias de autores consagrados como Carlos Drummond de Andrade, Alaíde Lisboa e Conceição Evaristo. 

Também está prevista a produção de um documentário centrado na relação afetiva que as pessoas possuem com a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, um novo vídeo institucional, bem como a realização de um livro sobre a Biblioteca, focado em educação patrimonial que deve ser concluído neste ano. A criação de uma nova logo para celebrar as sete décadas da instituição foi lançada no último domingo (2/6) e já pode ser conferida nas redes sociais e, no próximo dia 20, às 19h, haverá uma homenagem à instituição, durante Reunião Especial, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

A Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais integra o Circuito Liberdade, sendo o espaço que funciona como equipamento cultural a mais tempo no complexo integrado que é reconhecido como o maior do Brasil e da América Latina. Seu acervo possui mais de 570 mil exemplares composto por livros, revistas e jornais históricos, distribuídos em dois prédios (Edifício sede e Anexo) que somam uma área construída de mais de 9 mil metros quadrados. Por mês, são mais de três mil leitores que retiram obras via Setor de Empréstimo, que conta com mais de 80 mil títulos para essa finalidade.  

Criada pelo então governador Juscelino Kubitschek em 1954, um dos objetivos principais do equipamento é promover a ampliação dos serviços de biblioteca à população de Minas Gerais, democratizando o acesso à informação, à literatura e à leitura. A Biblioteca Estadual é ainda referência para as demais bibliotecas públicas mineiras. Além de funcionar como centro de preservação da memória bibliográfica, desenvolve programas e ações sociais de mediação e incentivo à leitura por meio de atividades específicas, exposições temáticas e serviços de extensão, entre outras atividades. 

“Mais que uma biblioteca, este equipamento público é um centro cultural dedicado ao livro, à leitura e à literatura. A programação dos 70 anos abrangerá a transversalidade da arte da palavra com as mais diversas linguagens artísticas, buscando enriquecer ainda mais o cenário cultural mineiro ao tratar de temas emergentes do mundo contemporâneo. Um destaque da programação é o projeto ‘Raízes’, que promoverá de forma contínua atividades culturais que enaltecerão nossa ancestralidade. Além de celebrar o passado, buscamos, neste momento de comemoração, lançar também questões para o futuro, reposicionando a Biblioteca Pública Estadual de Minas como referência frente às constantes transformações da era digital e ampliando as ações de inclusão e acessibilidade para os mais diversos públicos”, comenta o Diretor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, Lucas Amorim. 

Confira mais sobre o espaço neste link.