Dia Mundial do Meio Ambiente: evento na USP debate crise climática e sustentabilidade

junho 2, 2024 0 Por Editor





Palestras e roda de conversa no Instituto de Ciências Biomédicas da USP, no bairro do Butantã, são abertas ao público no dia 5 de junho



Crise climática é um dos temas do evento

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Comissão de Cultura e Extensão do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP vai promover no dia 5 de junho (quarta-feira) um evento com palestras e roda de conversa sobre temas relacionados à crise climática e as condições das populações vulneráveis. O tema escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) tem foco em “acelerar a restauração da terra, a resiliência à seca e o progresso da desertificação”. Haverá transmissão on-line no Canal do ICB no Youtube, neste link.

“A intensificação das mudanças climáticas e da poluição, resíduos em excesso e da perda de biodiversidade são preocupantes e colocam os ecossistemas do mundo sob ameaça. Nesse sentido, o conhecimento gerado nas universidades como a USP é essencial na busca para mitigar esses problemas”, explicam as professoras Raif Musa Aziz e Rita Café Ferreira, organizadoras do evento.

Entre as 9h30 e 11h30, o instituto receberá três professores da USP para palestras sobre o assunto. Após uma apresentação de pôsteres, e uma exposição de fotografias dos alunos do programa USP 60+, o evento terá a palestra Como Crescer Alimentos Durante a Crise Climática?, do professor Carlos Takeshi Hotta, do Instituto de Química (IQ) da USP. Hotta apresentará algumas formas que cientistas estudiosos de plantas estão buscando para possibilitar a produção de alimentos durante uma crise climática, garantindo segurança alimentar à população.

Na segunda apresentação, denominada Integrando Saúde Humana, Animal e Ambiental em um Contexto de Desenvolvimento Sustentável, o professor Welington Luiz de Araujo, do Departamento de Microbiologia do ICB, abordará as características do rio Tietê, focando no seu papel no desenvolvimento social e econômico e seu impacto na comunidade microbiana presente na água e sedimentos do rio. Por último, a palestra Saúde Ribeirinha da Amazônia: Solução? discutirá o perfil de saúde relacionado a fatores ambientais decorrentes da inadequação do destino do lixo, mercúrio e esgoto e potabilidade de água. A apresentação será do professor Luís Marcelo Aranha Camargo, do ICB V, em Rondônia.

O evento se encerrará com uma roda de conversa, incluindo os três palestrantes e o público ouvinte, com mediação do professor José Gregório Cabrera Gomes, também do Departamento de Microbiologia. A programação, com os horários de cada atividade, está disponível neste link.

“A atividade também espera receber alguns estudantes do ensino fundamental e médio, além de professores de escolas da região leste da capital paulista, parte de uma parceria nossa com a Diretoria Regional de Educação (D.R.E) da Região Leste de São Paulo”, explica Wothan Tavares de Lima, professor e vice-presidente da CCEx. A parceria tem o intuito de oferecer aos estudantes atividades extensionistas desenvolvidas pelos alunos de graduação do ICB.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap