Em Santo Amaro da Imperatriz, CBMSC forma turma com alunos da APAE no Projeto Golfinho

junho 3, 2024 0 Por

No final da manhã desta segunda-feira, 03 de junho, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) em Santo Amaro da Imperatriz, realizou a formatura da turma formada por 20 alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) no Projeto Golfinho.

As aulas, que iniciaram no dia 07 de maio e tiveram como foco a prevenção em piscinas e rios, foram realizadas no espaço físico da própria APAE e contou com um modelo idealizado pelo comandante do CBMSC em Santo Amaro da Imperatriz, subtenente Dirceu Gâmba Júnior, que visa proporcionar inclusão a este público, além claro, de orientações e formas de prevenção de acidentes em meios aquáticos. 

O encerramento das atividades foi realizado também nesta segunda-feira em um resort de Santo Amaro da Imperatriz, com uma gincana com direito a passeio de quadriciclo, foto com o Ice – mascote do CBMSC -, tirolesa e simulação de um salvamento em piscina, conduzido pelos bombeiros.

Para que o momento fosse o mais proveitoso possível, os instrutores adaptaram as brincadeiras originais para a realidade dos alunos participantes. Além disso, um dos instrutores é pós-graduado em Educação Especial, o que proporcionou a atenção adequada para a realização dessa turma do Projeto Golfinho.

O PROJETO GOLFINHO

Com o objetivo de conscientizar e prevenir sobre os perigos dos ambientes aquáticos, o CBMSC realiza desde 1998 o Projeto Golfinho e em 25 anos, já formou cerca de 100 mil crianças. O projeto promove a cidadania e os cuidados com o meio ambiente e busca conscientizar as crianças de uma forma lúdica, alternando momentos de aprendizagem e diversão, para que eles tomem atitudes preventivas e disseminem essas ideias entre seus familiares e pessoas da comunidade.

Durante todo o ano o CBMSC oferece o projeto de forma totalmente gratuita à população em diversos locais de Santa Catarina, tais como praias, piscinas, lagos e rios no interior. Há também a execução do projeto nas escolas.

Conteúdos sobre os perigos associados ao banho de piscina, rio, cachoeira e mar, características das praias, marés e perigos das ondas, bem como, os tipos de sinalização, tanto da faixa de areia, quanto do posto guarda-vidas e o trabalho desempenhado pelo guarda-vidas no contexto da praia, são ministrados com turmas do projeto tanto no litoral quanto no interior. 

No interior, onde o índice de afogamentos é alto, o projeto é realizado em espaços de clubes que emprestam sua estrutura física para que o CBMSC possa realizar as atividades com as crianças.

Para conferir as datas e locais do Projeto Golfinho é necessário que o responsável pela criança faça contato com a Organização de Bombeiros Militar (OBM) no seu município ou informe-se no Posto guarda-vidas mais próximo.