Emprego em SP soma 76 mil vagas com carteira assinada e cresce em todos os setores

junho 9, 2024 0 Por





Levantamento da Fundação Seade aponta que economia paulista gerou 477 mil vagas formais nos últimos 12 meses nas 645 cidades paulistas



Os indicadores positivos da economia de São Paulo voltaram a refletir em mais empregos com carteira assinada em todo o estado. A pesquisa Emprego Formal, da Fundação Seade, mostra alta de 0,5% nas vagas formais no último mês de abril. A geração de 76 mil postos de trabalho foi resultado de 723 mil admissões e 647 mil desligamentos nos 645 municípios paulistas.

“A geração de emprego em alta em São Paulo reflete a confiança do empreendedor nas políticas que o Governo do Estado vem implementando desde o início da nossa gestão, em janeiro de 2023. Nossa prioridade é mover ainda mais as alavancas que induzem o progresso econômico na cidade e no campo, gerando cada vez mais desenvolvimento e oportunidades para todos”, declarou o governador Tarcísio de Freitas.

O levantamento é baseado em dados nacionais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Com este resultado, o estoque paulista alcançou 14,15 milhões de vagas com carteira assinada. Os indicadores de abril mostram variação positiva em todos os setores: agricultura (2,7%), serviços (0,6%), indústria (0,6%), construção (0,5%) e comércio (0,2%).

Dos 41.730 postos de trabalho gerados nos serviços, os principais destaques foram nos segmentos de atividades administrativas e serviços complementares (16,9 mil); saúde humana e serviços sociais (6,5 mil); e transporte, armazenagem e correio (6 mil).

Resultados acumulados

De janeiro a abril, São Paulo criou 288 mil empregos formais, com crescimento de 2,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado de 12 meses, a economia paulista gerou 477 mil novos postos de trabalho – resultado de 7,6 milhões de admissões e 7,1 milhões de desligamentos –, o que equivale a alta de 3,5%.

De maio de 2023 a abril deste ano, quase todos os setores mostraram resultados positivos na criação de empregos: serviços (275 mil), comércio (84 mil), indústria (63 mil), construção (54 mil) e agricultura (1 mil).

Em relação aos últimos 12 meses, os melhores resultados foram registrados na capital (165 mil) e municípios da Grande São Paulo (91 mil) e das regiões de Campinas (71 mil), Sorocaba (30 mil) e São José dos Campos (22 mil), que responderam por 79% dos novos empregos paulistas.

Saiba mais em: https://trabalho.seade.gov.br/