Erik Figueiredo fala sobre desafios econômicos das cidades no Rede Paraíba nas Eleições

junho 7, 2024 0 Por Editor

Erik Figueiredo foi um dos palestrantes do evento Rede Paraíba nas Eleições.. Adom Vieira/Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (7), aconteceu o Rede Paraíba nas Eleições, que marca o início do projeto de cobertura das eleições do grupo. A primeira palestra foi realizada por Erik Figueiredo, economista, ex-presidente do Ipea e atual diretor do IMB, que conversou sobre os desafios e oportunidades econômicas das cidades, destacando que os municípios podem promover melhorias locais de forma independente de outros entes públicos.

Erik sintetizou as dificuldades da gestão pública em três pontos:

  • Autoconhecimento: saber qual o nível de desenvolvimento atual do município e como estamos avançando;
  • Noção de posição relativa: a percepção de que não basta crescer, mas é preciso evoluir no ritmo pelo menos igual ao crescimento da região;
  • Saber qual o real alcance da política pública municipal e entender os resultados alcançados.

O economista destacou os números do PIB (Produto Interno Bruto) da Paraíba no PIB Nacional, fazendo comparativo dos anos de 2002 e de 2022. Apesar do intervalo de 20 anos, o PIB do Estado se manteve em 0,86%. Nesse mesmo período, a participação do PIB do Nordeste no PIB Nacional saiu de 12% para 14%.

“Existem soluções simples e eficazes que, se tomadas a partir de amanhã pelas prefeituras, já promovem resultados e melhorias para a gestão e para a população”.

Erik Figueiredo

O economista destacou a importância do apoio de programas sociais como um suporte para o desenvolvimento dos indivíduos, mas não como algo que deve estagná-los e promover dependência.

“Cerca de 43% das famílias do estado da Paraíba estão em programa social. Para cada 1 trabalhador formal temos 1,5 pessoa em programa social. O objetivo do programa social é dar segurança ao indivíduo para que ele possa entrar no mercado de trabalho, e não perpetuar as pessoas dentro do programa social”, afirmou.

O economista destacou que a política deve ser menos partidária e buscar cada vez mais independência para a realização da política pública. “A prefeitura tem que buscar reduzir a dependência de valores de outras entidades do poder público. Os municípios precisam ser um organismo único, para que a dinâmica do Brasil como um todo seja um motor do nosso desenvolvimento e nós aqui trabalhando para reduzir a dependência dos outros entes”, encerrou Erik Figueiredo.