Lonas Culturais viram Areninhas, com isolamento acústico, climatização e acessibilidade – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

junho 8, 2024 0 Por

A reforma deixou a Areninha Herbert Vianna mais confortável – Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

O maior programa de reforma, modernização e requalificação de equipamentos culturais musicais da história, está transformando as Lonas Culturais da cidade em Areninhas. O programa cujo investimento total ultrapassa R$ 75 milhões, está sendo realizado com recursos próprios e também do Governo Federal. As seis Lonas vêm sofrendo transformações profundas e sendo entregues à população ao longo do ano.

Na prática, a transformação significa a substituição das antigas lonas por uma estrutura de isolamento acústico, climatização, além de outras melhorias, para garantir mais qualidade e conforto tanto para o público quanto para o artista.

A estrutura de Areninha possibilita, também, maior acessibilidade por meio da instalação de elevadores. O custo de cada obra gira  em torno de R$ 2,5 milhões. São 13 Lonas, Arenas e Areninhas na rede da Secretaria Municipal de Cultura, todas instaladas nas zonas Norte e Oeste.

Cinco novas Areninhas Culturais já foram entregues: Sandra Sá, em Santa Cruz (Zona Oeste), João Bosco, em Vista Alegre (Zona Norte); Herbert Vianna, na Maré (Zona Norte); Terra, em Guadalupe (Zona Norte); Gilberto Gil, em Realengo (Zona Oeste).

Restam duas novas, previstas para até o fim do ano: Carlos Zéfiro, em Anchieta (Zona Norte), e Jacob do Bandolim, em Jacarepaguá (Zona Oeste).

As outras Areninhas que já tinham sido transformadas são: Renato Russo (Ilha do Governador) e Hermeto Pascoal (Bangu), que está em obras.

No total, são quatro Arenas: Dicró (Penha), Chacrinha (Pedra de Guaratiba), Fernando Torres (Madureira) e Jovelina Pérola Negra (Pavuna). Dessas, estão passando por obras de melhorias e modernização Fernando Torres e Chacrinha.

 

Categoria:

  • 7 de junho de 2024
  • Marcações: arenas e areninhas Cidade Cultura lonas culturais Música